artista multimídia + educador + produtor + programador

Kynoramas Glauber Machine – Mostra Kino Beat, Porto Alegre

Derivado da Mostra Kino Beat de filmes relacionados à música, o projeto Kino Beat ao Vivo surge como uma plataforma para apresentações audiovisuais, explorando som e imagem através de performances artísticas multimídia. A iniciativa se estende ao longo do ano com apresentações regulares e itinerantes.

Em sua segunda edição o projeto Kino Beat ao Vivo apresentou em maio de 2012, a performance de Live Cinema “Kynorama Glauber Machine”. Uma transcriação eletrônica da obra de Glauber Rocha realizada pelo filho do cineasta Pedro Paulo Rocha em conjunto com o grupo paulista de live art A_factory.  O universo artístico e fílmico de Glauber é re-criado a partir de fragmentos de cenas e sons de seus filmes, compondo um mosaico híbrido que nos leva a estabelecer novos sentidos narrativos e sensoriais dentro de um labirinto em transe glauberiano.

 

 Seus personagens míticos e paisagens são mixadas em um Épico Anarco Futurista, através de improvisações com novos timbres, cores, intervenções gráficas. Cenas, sonoridades, diálogos, manifestos, desenhos, poemas, são convertidos em uma galáxia eletrônica para além do formato do cinema. Além dos filmes é utilizado também textos, poemas , restos de filmagens, materiais e roteiros inéditos do cineasta. A apresentação é composta por Pedro Paulo Rocha, manipulando as imagens ao vivo, Fernando Falcoski e Caleb Mascarenha executando a parte sonora ao vivo.

Afactory Transmidia é um grupo de Arte Eletrônica criado em 2010 na Capital Paulista. O Afactory combina linguagens hibridas e interface tecnológica em livre experimentos de Video, Música, Poesia, Deriva Urbana, Arte Colaborativa e Live Cinema.

Kino Beat ao Vivo #2 from Kino Beat on Vimeo.

(fonte: P.F.Gastal)


Deixe uma resposta